O Portal dos Quiropraxistas no Brasil

Qua13Dec2017

Seja bem vindo ao Portal dos Quiropraxistas no Brasil

Back Você está aqui: Página Principal Quiropraxistas no Brasil Menu Blogs & Colunas Coluna da coluna - Iury Rocha Perspectivas Históricas em Quiropraxia (Parte III)

Coluna da coluna - Iury Rocha

Perspectivas Históricas em Quiropraxia (Parte III)


Dr. Iury Rocha

1895 marca o ano em que D.D. Palmer, no seu concorrido consultório, vislumbrou o possível relacionamento entre a afecção de um paciente e um desnível de uma vértebra. A manipulação (ou ajustamento) feita naquele segmento resultou numa melhora inesperada daquele paciente. Surgiu então a Quiropraxia. O que a diferencia dos outros tratamentos à base de manipulação da coluna (que já vinham sido exercidos há muitos séculos) é o ajuste de um segmento vertebral específico para atingir um objetivo definido.

Vale ressaltar que naquele período a medicina tradicional passava por uma crise de identidade, em que afloravam outros tratamentos alternativos. Foi no século XIX que surgiu a homeopatia, por exemplo. As pessoas buscavam uma maneira menos invasiva do que sangria por sanguessugas ou amputação. Procuravam tratamento com fitoterapia, naturopatia, e até com magnetoterapia. O auge daquela coqueluche foi atingido com John W. Kellogg (o inventor do famoso cereal). Entusiasta da saúde, fundou um famoso spa na virada do século, oferecendo banhos medicinais, lavagens intestinais, etc...

A população dos Estados Unidos estava extremamente receptiva a tratamentos alternativos devido às limitações da alopatia da época. Lembramos ao caros leitores que isso foi antes da invenção da penicilina, vacinas, e técnicas cirúrgicas mais apuradas.

Em 1874, um homem chamado Andrew Taylor Still desenvolveu uma técnica de manipulação articular em St. Louis, Missouri (a 600 kms de Davenport, Iowa), e chamou-a de Osteopatia. Quando D.D. Palmer começou a divulgar a Quiropraxia, houve, naturalmente, um certo atrito entre Palmer e Still. Mas para o que as duas profissões se propõem, existe uma diferença. Na Quiropraxia é feito um ajustamento específico em uma vértebra subluxada para “despinçar” uma raiz nervosa e restaurar a função daquele segmento. O ajuste exige alta velocidade e curta amplitude. Na Osteopatia (ou pelo menos na época em que foi desenvolvida) a manipulação é feita “para re-estabelecer o fluxo sanguíneo normal e a drenagem linfática apropriada”, de maneira mais lenta e com mais amplitude. Ou seja as duas profissões exercem manipulações articulares com filosofias diferentes, mas com os mesmos objetivos: ajudar o paciente.

D.D. Palmer era um homem inconstante. Alguns anos após desenvolver o primeiro curso de Quiropraxia (o Palmer School of Chiropractic), uma série de eventos o levou a perseguir outros objetivos. Coube ao seu filho, Bartlett Joshua Palmer, continuar o legado do pai. B.J. Palmer foi parte da primeira turma do curso de Quiropraxia e um homem de opiniões fortes. Visionário (foi ele quem trouxe o primeiro aparelho de Raio-X da região), marqueteiro (comprou uma estação de rádio, assim ajudando a disseminar a profissão), e extremamente controverso (acreditava piamente que Quiropraxia curava tudo), B.J. Palmer não era homem de meias medidas. Com isso, fez muitos inimigos na sua época. Certo ou errado, o homem praticamente sustentou a profissão no ombro nas primeiras décadas.

A partir de 1915 até 1930, houve uma espécie de “revolução silenciosa”na medicina tradicional dos Estados Unidos. Para moralizar e regulamentar a profissão, foram limitados os números de universidades no país. Dezenas foram fechadas. E com isto começou uma espécie de “caça as bruxas” contra os tratamentos alternativos neste período. E com a Quiropraxia não foi exceção. Houve perseguição, movida largamente pela chamada reserva de mercado. Mas a Quiropraxia, liderada (por bem ou por mal) por B.J. Palmer perseverou e se estabeleceu.


Clique aqui para ver todos os artigos de Dr. Iury Borges Rocha

Powered by Bullraider.com
Publicidade:
 

Serviço em Destaque

Seu email profissional

Endereço de email profissional por uma pequena taxa por ano. O Portal dos Quiropraxistas oferece aos profissionais associados da ABQ um endereço de email de um dos nossos domínios disponíveis. Registre o seu!